Autora: Liliana Mercuri de Almeida

Educadora, Assistente Social, Vice - Reitora da UCSAL.

Meus oito anos

Oh! Que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,
Da minha infância querida,
Que os anos não trazem mais!
Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
À sombra das bananeiras,
Debaixo dos laranjais!
Como são belos os dias
Do despontar da existência!
— Respira a alma inocência
Como perfumes a flor;
O mar é — lago sereno,
O céu — um manto azulado,
O mundo — um sonho dourado,
A vida — um hino d'amor!

Versos que enfeitaram minha infância e iluminaram até certo ponto a minha trajetória. Versos que certamente contribuíram para cultivar o amor à pátria, o amor à natureza, o sentido da vida.  A poesia certamente não esteve tão presente ao longo dos meus 80 anos, entretanto foi um marco importante forjando minha alma, meu espírito.

           Ao completar 80 anos busco inovar ré encantando a minha vida e posso afirmar como Casemiro de Abreu A vida é um hino d’amor.

         Assim, quero lhes dizer que o SIM dado ao convite formulado por vocês levou-me a escolher como patrona a poetisa baiana Myriam Fraga (1937- 2016), cuja brilhante trajetória desponta no contexto literário da década de 1960, com grande originalidade e sensibilidade poética e se consolida nas décadas subsequentes, com uma produção literária extraordinária, tendo deixado um grande legado e uma grande lacuna. Tal escolha expressa o profundo respeito para com a Academia de Letras do Brasil- Ba e o desejo de deixar registrado e divulgar a obra literária da imortal Myriam Fraga, no âmbito desta Academia. Por outro lado, consciente da distância que nos separa, enquanto não possuo os predicados literários de tão honrosa poeta baiana, o Sim dado ganha um novo significado, ou seja, o REENCONTRO com a menina que na sua infância costumava declamar, sob a orientação de sua mãe, versos de Olavo Bilac, Casemiro de Abreu e do próprio Castro Alves. A poesia é uma forma de ré encantar a vida e vocês, preciosos amigos, estão me oferecendo generosamente essa nova oportunidade.

     O SIM que hoje dou, o dou com a certeza de que muitos outros teriam condições de ocupar o lugar de honra que me destinaram, coloco-me, entretanto, nesta nova missão por inteira e buscarei contribuir dentro das minhas limitações para fortalecimento da Academia de Letras do Brasil -  Bahia.    

Academia de Letras do Brasil

Seccional Bahia

© 2017  Criado por Fenix Solução