Autor: Luiz Fernando Lima.

Desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia. Poeta. Humanista.Espiritualista. 

DE QUE VALEM  MEUS OLHOS

SE  FOGES  AO MEU OLHAR

DE QUE VALEM MEUS BRAÇOS

SE NÃO  ME DEIXAS  ABRAÇAR

DE QUE VALEM MINHAS PERNAS

SE NÃO   POSSO TE ALCANÇAR

DE QUE VALE  MINHA BOCA

SE NÃO  ME DEIXAS  BEIJAR

DE QUE VALE O SORRISO  

SE  VIVO SEMPRE  A CHORAR

DE QUE VALE  O AMOR

SE NÃO  ME DEIXAS  AMAR

DE QUE VALE O  VENTO SOPRAR ,

O MAR A BATER,  O RIO A CORRER

A FONTE A ZOAR

SE  NÃO TENHO VOCÊ

Inútil

COMO É BOM TE AMAR

COMO É BOM VER VOCÊ

COMO É BOM TE ADORAR

COMO É BOM TE VIVER

COMO É BOM TE ABRAÇAR

COMO É BOM TE SENTIR

COMO É BOM TE PEGAR

COMO É BOM TE CURTIR

COMO É BOM TE SONHAR

COMO É BOM TE SORRIR

OMO É BOM TE FALAR

COMO É BOM TE OUVIR

COMO É BOM TE PENSAR

COMO É BOM TE QUERER

COMO É BOM TE CANTAR

COMO É BOM TER VOCÊ

Amar é Bom

Academia de Letras do Brasil

Seccional Bahia

© 2017  Criado por Fenix Solução