Autora:  Gildete Lino de Carvalho

Psicóloga/Psicanalista e Poetisa de acurada sensibilidade humana.

Transmutação

Falei com o meu poema cansado

e ele dormiu comigo,

sorriu comigo

e me ensinou a cantar.

 

Brinquei com o meu

poema malandro

e ele vibrou de alegria.

 

Eu e o meu poema cantamos

e ele mudo partiu.

Hoje quem parte sou eu

e o meu poema cristal

não falou,

não sorriu,

não chorou,

fez-se forte,

grande, rijo

e foi em frente.

E eu quis imitar-lhe os passos...

E misturei à vida.

No tempo e no espaço

No tempo e no espaço

- a vida.

Na vida – o homem

partícula mínima

que se projeta no todo do universo

no cerne da vida

- A própria vida.

No homem

pensamento e sentimento

ideias e emoções

percorrem o cosmos

investigando

explicando

descobrindo

criando.

E o homem

ao realizar estas ações

recebe de volta

tudo o que de seu colocou

em cada coisa que viu

pegou

sentiu

realizou

assim ampliando

o seu ver

o seu realizar

e o seu ser

nos minutos que se sucedem ...

Academia de Letras do Brasil

Seccional Bahia

© 2017  Criado por Fenix Solução