Autora : Terezinha Espinheira Lima 

 Escritora da nova geração de jovens talentos literários na Bahia. Vários livros publicados.

Vitória Minha

Quando vi a estrela,

chamei teu nome,

ouvi teu choro

e esperei meu sonho.

Olho teu rosto,

me lembro a estrela,

escuto teu choro,

sonho realizado!

Há brilho em seus olhos,

luz no teu sorriso.

Sei que é feliz

o bebê que vive comigo.

Chamo teu nome,

Orgulho de mamãe...

Vitória minha é você!

Te pego no colo,

consolo teu choro,

te alimento em meu peito,

te aqueço em meus braços.

Eis minha filha!

Como é bom dizer isso!

Minhas Lágrimas

De todas as coisas

das quais me lembro,

de muitos dias tristes,

de muitas noites em claro,

de todas as lágrimas que derramei,

de amores não correspondidos,

de sonhos não realizados,

da saudade do carinho da família.

De todas as coisas

das quais me lembro

e que me tornaram

“insensível”,

incompreensão,

indiferença,

medo,

insônia,

angústia,

arrogância,

abandono,

decepção,

Mentira,

humilhação,

dificuldade.

Academia de Letras do Brasil

Seccional Bahia

© 2017  Criado por Fenix Solução